O que Procuras?

Carregando...

Tradutor

domingo, 25 de maio de 2014

Amapá adere ao FSA e entra no mapa da produção Audiovisual Brasileira




Como funciona essa modalidade do FSA?


"Por meio de chamadas públicas essa linha irá suplementar, com investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), os recursos financeiros aportados por órgãos da administração pública direta ou indireta estadual, do Distrito Federal e das capitais em seus editais destinados à produção de conteúdos audiovisuais brasileiros independentes não publicitários. 

Os recursos do FSA serão destinados aos projetos selecionados pelos editais, por meio do agente financeiro do FSA. 

Os aportes de responsabilidade dos órgãos ou entidades administrativas habilitados poderão ser orçamentários ou mobilizados, parcial ou integralmente, por meio de incentivos fiscais." 

Dessa maneira o Governador Camilo Capiberibe e o Prefeito Clécio Luis responderam a chamada pública da Agencia Nacional do Cinema – Ancine. O Estado destinou R$ 200.000,00 ( Duzentos Mil Reais) e Macapá R$ 50.000,00 ( Cinquenta Mil Reais). A partir disso está previsto com a adesão ao fundo um montante de  R$ 750.000,00 ( Setecentos e Cinquenta Mil Reais ) para investir no desenvolvimento do Audiovisual no Amapá, já em 2014. 


A ação contou com a sinergia entre sociedade civil por meio da articulação da Associação Brasileira de documentaristas do Amapá (ABDeC-AP) na pessoa de sua presidente e Conselheira de Cultura Ana Vidgal, bem como dos poderes públicos envolvidos, com a Secretaria Estadual e Fundação Municipal (Secult e Funcut ) e Agência de Desenvolvimento do Amapá - ADAP. Promovendo a importância do FSA para o crescimento cinematográfico, pois o Fundo pontua o desenvolvimento da cadeia produtiva , estabelecendo a profissionalização do setor.

A partir dessa ação e dando prosseguimento a parceria com o Centro Técnico Audiovisual Norte Nordeste - CANNE estão previstas também a realização de cursos de formação continuada para melhor aplicação destes recursos de acordo com as mais recentes tendências de mercado.

Conheça a fundo o FSA no endereço http://fsa.ancine.gov.br/
+ Sítio do CANNE

CONSEC/AP ARTICULA APROVAÇÃO DO SISTEMA ESTADUAL DE CULTURA

Na manhã de quinta feira 22 de maio do ano em curso, em Sessão Plenária Ordinária, o Conselho Estadual de Cultura do Amapá – CONSEC/ AP, recebeu a visita da Assessoria Parlamentar da Deputada Janete Capiberibe – PSB/ AP. Na pauta, Sistema Estadual de Cultura do Amapá e adaptação e modernização do prédio do CONSEC/ AP. Na ocasião, os conselheiros explanaram sobre os entraves encontrados na efetivação do Sistema Estadual de Cultura do Amapá, e sobre as muitas cobranças advindas de artistas, produtores, técnicos e agentes culturais, que veem neste sistema, possibilidades reais de escoar a pulsante produção cultural amapaense, contribuindo com a profissionalização da cultura e das artes.
Os conselheiros relataram ainda, sobre as condições em que a estrutura física do CONSEC/ AP encontra – se, e solicitaram apoio para a adaptação e modernização da mesma. Estrutura esta, que além da moderna, contenha um teatro experimental, com estrutura para receber temporadas de espetáculos de pequeno porte, suprindo a carência de espaços culturais que grupos e companhias de artes vivenciam diariamente em nosso estado.
Diante das demandas apresentadas, firmou – se compromisso em intermediar diálogo junto ao Governo do Estado do Amapá – GEA, com vistas a acelerar os trâmites necessários à aprovação da lei que institui o Sistema de Cultura do Amapá, bem como, em viabilizar emenda parlamentar ao orçamento da União, visando adaptação e modernização da sede do CONSEC/ AP.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

S.O.S CINE JOÃO XXIII e Memória Visual da Catedral de São José de Macapá


Clique no link abaixo, leia e emocione-se com as reminiscências de Osvaldo Simões e assine a Petição Publica em Prol do Cine João XXIII, Memória Visual da Catedral de São José de Macapá, Largo dos Inocentes e seu entorno!

ASSINE AQUI A PETIÇÃO PUBLICA!

terça-feira, 13 de maio de 2014

CONSEC/ AP e AL entregam projeto de lei do Sistema Estadual de Cultura à SECULT/ AP



Atento às prerrogativas do Sistema Nacional de Cultural SNC, o Conselho Estadual de Cultura do Amapá, tomou como pauta prioritária para o ano de 2011, a efetivação do Sistema Estadual de Cultura e sua adesão ao Sistema Nacional. Apesar das inúmeras dificuldades, 15 dos 16 municípios do Estado do Amapá foram palco de audiências publicas, no intuito de coletar dados que fundamentem a construção de planos municipais de cultura que pudessem refletir os reais anseios dos trabalhadores e trabalhadoras da cultura e das artes. Ainda como ponto positivo na construção amplamente democrática das políticas publicas de cultura, previstas pelo SNC, destacamos a realização de Conferência Municipais em todo o Estado do Amapá, o que nos permitiu uma visão dos reais anseios da classe produtora e consumidora de cultura.
            Comungamos do pensamento de que o tempo urge, e de que mestres e mestras da cultura precisam da garantia de continuidades de seus saberes e fazeres entre gerações atuais e futuras, no entanto, as barreiras impostas pelo sistema convencional de produção cultural no Brasil, tem dificultado a construção dos marcos regulatórios necessários à emancipação da cultura e das artes no país, e em nosso estado.
            No intuito de transpor obstáculos, Conselho Estadual de Cultura do Amapá, Secretaria de Estado da Cultura do Amapá e Assembleia Legislativa do Amapá, uniram-se em torno da pauta, e após vários encontros e reuniões técnicas, concluíram a análise e adaptação da lei que institui o Sistema Estadual de Cultura do Amapá, conforme modelo proposto pelo Ministério da Cultura – MinC. A mesma fora entregue oficialmente ao Secretário de Estado da Cultura, senhor, José Luiz Amaral Pingarilho para os devidos encaminhamentos, em sessão plenária no CONSEC/ AP no dia 10 de Outubro de 2013. Segundo palavras do então secretário, o projeto seguiria para apreciação da PROG e GEA, e posteriormente para o plenário da Assembléia Legislativa para aprovação no mais tardar até o final do mês de março de 2014.
            Nosso sinceros agradecimento à João Porfírio, Cléverson Baía, Otto Ramos e Claudio Silva que presidiram esta casa entre 2010 e 2014, e a todos os conselheiros que por aqui passaram, sejam eles, representantes da sociedade civil ou do poder publico, que sequer mediram esforços!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Posse efetiva




Cerimonia de Posse dos novos Conselheiros desta Casa. Momento de suma importância onde a Efetivação das Cadeiras dos Segmentos de Artesanato e Audiovisual junto com as Suplências dos segmentos de Cultura Indígena e Capoeira. Ato relevante para o fortalecimento e representatividade deste Colegiado para os fazedores culturais de nosso Estado.